Image Map

Resenha - Espada de Vidro


Livro: Espada De Vidro #2
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 485
ISBN: 978-85-65765-94-7
Pontuação: ★★★★



Comprei esse livro quando ele estava em pré-venda ainda esse ano. Porém demorei para pega-lo pois sabia que seria bem provável eu ficar ansiosa para o terceiro livro, e nessa caso seria obrigada a esperar um ano inteiro pela continuação, e eu detesto isso.


As páginas são amareladas, a fonte é média, a capa prateada linda e maravilhosa com essa cora encantadora em relevo assim como o titulo do livro. Têm vinte e nove capítulos e um epílogo. Assim como o primeiro livro e o livro Coroa Cruel (o livro que trás duas histórias narrados por Farley e Coriane mãe de Cal) vem com um marcador para cortar na orelha de trás do livro. 

(páginas)

(Capítulo)

(Autora)

(marcador para cortar)

O livro começa exatamente onde o primeiro livro acabou. Mare Barrow e Cal conseguiram fugir da arena mortal de Maven com a ajuda de Farley e seus soldados vermelhos, a Guarda Escarlate. Agora estão a caminho do desconhecido, ao que tudo indica um lugar seguro e secreto.
Mare e Cal estão sendo caçados agora, depois dos terríveis eventos em A Rainha Vermelha, das traições e mentiras, Mare e Cal são vistos por todos (mas especialmente pelos prateados) como traidores do Rei e agora são obrigados a se esconderem, viverem fugindo das garras de Maven, e deixarem a vida que tinham para trás.


Mare está quebrada e sem esperança assim como Cal. Arruinados e devastados, sem conseguirem confiar uns nos outros e em ninguém aos seus redores. Mas Mare e Cal tentaram engolir não apenas seus orgulhos e esconder suas feridas, mas também tentaram levantar e procurar por aqueles que são chamados de sanguenovos. Vermelhos com poderes prateados, assim como Mare. Vermelhos especiais.
Mare tentará formar um exercito com os sanguesnovos, e assim tentar derrubar Maven e buscar sua tão desejada vingança contra ele e sua mãe, a manipuladora. Porém, com sua confiança abalada, Mare não sabe em quem confiar, nem mesmo em sua própria família, seu melhor amigo, e nem em Cal. Ela o usou e ele a usou, e ambos foram usados e enganados por Maven. Mesmo sem saber se pode confiar em Cal (afinal ele é um prateado principalmente), Mare não consegue o deixar ir, ela ainda pode sentir a pequena fagulha quase extinguida do amor dentro dela.



O que dizer sobre esse livro? Quase quinhentas páginas arrastadas. Claro, algumas foram rápidas de ler e emocionante, porém uma boa parte do livro foi bem arrastada. Logo que o primeiro livro acabou com a descoberta de sanguesnovos, ficou óbvio que Mare iria atrás de casa um, ou seja, o segundo livro seria uma aventura atrás da outra em cada cidade do Reino atrás de muitos sanguesnovos. Porém nem toda busca foi algo emocionante e interessante. A autora descreve muito o cenário e acho que se esquece de descrever a briga/luta, então fica uma coisa muito longa sobre a paisagem e às vezes as pessoas que estão passando perto, e uma coisa muito curta sobre as brigas travadas quando Mare e seus amigos eram descobertos por guardas.


Depois da grande traição de Maven que me deixou abalada, não apenas Mare... Mare está muito diferente. Extremamente diferente. Desconfia de todo mundo sem deixar passar nenhum (e eu até entendo essa desconfiança, afinal foi traída por Maven e por Cal, apesar de ela também ter traído Cal). Sem falar em como seu coração endureceu e enegreceu no decorrer das buscas por sanguesnovos. Lá pra páginas trezentos, Mare começa a ficar muito sombria, vira um sangue frio sem coração e muitos de seus pensamentos são voltados para propósitos que sacrificariam certas pessoas e ela nem ligava tanto. Realmente fiquei chocada com o quanto Mare está obscura nesse livro.


Cal também mudou, assim como Mare ele está destruído em bilhões de pedaços, foi traído pelo meio irmão e por Mare. Mas apesar disso, ele ajuda Mare em sua busca pelos sanguesnovos, e juntos (mais um grupinho de aliados) seguem as escondidas entrando sorrateiros em diversas cidades. Apesar da ajuda, Cal tem em mente que acima de tudo ele é um prateado, e por mais que seu povo o veja como um traidor, ele não pensa em matar ou feri seu povo prateado. Com esse pensamento ele e Mare vivem brigando. Porém, vemos o quanto ele gosta de Mare, e o quanto ele esta com medo do que ela está se transformando. Mesmo com o coração dilacerado, Cal não virou um sangue frio, seu coração pode ter endurecido um pouco, mas diferente de Mare ele tem a cabeça no lugar e sabe quando é preciso parar.
Esse livro tem muita traição. Todas a quatrocentas e oitenta e cinco páginas com o maior assunto: traição. Traição pra lá, traição cá, traição ali, traição acolá... Até eu cheguei a desconfiar de todo mundo nesse livro.



Fiquei arrasada com a perda de um personagem que Mare tinha acabado de recuperar. Isso dilacerou meu coração como o de Mare. Os personagens secundários são incríveis, adorei conhecer os poderes desconhecidos de vários sanguesnovos que não existi em nenhum prateado ou que são tipos de poderes quase iguais a certos prateados porém com maior... extensão. Sobre o final, ele me deixou muito curiosa para o terceiro livro e estou quicando de ansiedade. Estou curiosa com certa coisinha da Farley nas últimas páginas do livro... Quem leu o livro pode não ter percebido (ou talvez alguns perceberam, eu tenho certeza disso), ou aquele simples e discreto gesto dela não significou nada e eu estou vendo coisas onde não tem, porém eu estou com esse pensamento na minha cabeça e quero realmente saber se é verdade... Tomara que seja revelado no terceiro livro. Eu vi algumas pessoas pensando a mesma coisa que eu, acreditando nisso... Ah! Pelo amor de Deus, cadê esse terceiro livro?!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Image Map
©MY SECRET BOOKS 2015 ♥TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ♥ DESIGN E ILUSTRAÇÃO POR TALITA THOMAZ♥TECNOLOGIA DO BLOGGER.